Querer educar, é básico!


Quais são os primeiros requisitos para dar ao seu animalzinho uma boa educação?1. Querer fazer
2. Saber o que está fazendo
3. Entender que da trabalho
4. Ter a consciência e que o resultado não dependerá só do que você está fazendo.

Parece simples enumerando assim, mas sei que não é fácil, e que por muitas vezes da vontade de desistir srsrsrr!!
Em minha experiência com animais a mais de 15 anos, e os estudos confirmam que não se sabe o quanto pode ser atribuído a genética e o quanto é atribuído ao ambiente familiar (nova matilha). Mas está demonstrado que isso pode ser mudado dependendo da educação que irão receber.
Todo animal deve receber amor, carinho, mas também é importante que ele aprenda, que as coisas não acontecem na hora nem na maneira que eles gostariam, devem aprender a respeitar o líder , que no caso é você”pai ou mãe”.
Os animais de forma alguma devem ter “pais” escravos, permissivos, que os mimem o tempo todo. Em todos esses anos de trabalho com os animais tenho observado cada vez mais há a transferência de instinto materno e paterno aos animais e as tão famosas carências afetivas (solidão) esses aspectos tem influenciado de forma muito negativa aos animais, fazendo com que eles desenvolvam doenças emocionais graves, principalmente relacionadas a dependência , carência e agressividade.
Em muitos casos a dependência pode levar até mesmo auto-mutilação, quadros gravíssimos de ansiedade, depressão, entre outros graves problemas físicos e emocionais.
Muito se fala hoje em dia das punições em crianças, em animais, muitas vezes elas são muito saudáveis e importantes, desde de que sejam realizadas de forma consciente e não impulsiva, é importante ensinar aos animais o que pode e o que não pode, de forma clara e objetiva, pode ser verbalmente , se assim não funcionar existem outras maneiras muito interessantes e não traumáticas, principalmente a do estimulo e elogio nos momentos de acertos.
É importante que ao adquirir o animal a família já tenha firme e determinado o que será permitido e o que não será permitido, um bom exemplo que sempre gosto de citar é que se não quer que o animal suba ao sofá então não ensine nem mostre o gostinho do sofá.
Um outro fator que é verdadeiramente terrível para o animal , é quando um membro da casa permite algo e o outro não permite, o animal fica realmente confuso e vai optar e buscar o que lhe da prazer.

Pense nisso: È muito importante que os “pais” saibam que os animais assim como nós seres humanos precisam de limites. “ Amar é colocar limites” . Os animais com limites firmes, são animais mais felizes pois vivem em paz, seguros do amor e da proteção do líder que no caso devem ser os “pais”.

Os Florais de Bach auxiliam para que todo esse processo aconteça de forma natural, saudável e principalmente sem a famosa culpa que os novos “pais” trazem,o medo de ser ingrato a quem lhe dá o Amor incondicional!!!!!

Jackline Pinto

Nenhum comentário:

Entrevista Globo- 16/08/2009- Vinícius Val Verde

Deixe seu email e receba nossas atualizações:

Confiram nossa entrevista 17/10/2011- Cristina Pinho entrevista Dra.Jackline Pinto

38 essências Florais

Os Florais de Bach atuam equilibrando as emoções de todos os seres vivos- Humanos, animais e vegetais.... e consequentemente alterando comportamentos... Abordagem simples das 38 essências dos florais de Bach:
Agrimony (para animais que demonstram alegria e estão tristes)
Aspen (para medo de algo que não se define)
Beech (para o critico e intolerante)
Cerato ( para falta de segurança e confiança em si mesmo)
Crab Apple (para fraca imagem de si, pessoa que não se aceita)
Clematis (para os que andam com a cabeça nas nuvens)
Centaury (para quem é submisso)
Cherry Plum (Para medo de perder o controle)
Chestnut Bud (para dificuldade de aprendizado)
Chicory ( para possessividade)
Elm (para sobrecarga de obrigações)
Gorse (para falta de esperança)
Gentian (para desanimo nas dificuldades)
Hornbean (para preguiça, falta de energia)
Heather (para os que chamam atenção a todo custo)
Honeysuckle (para os ligados ao passado ou aos que se foram)
Holly (para quem tem raiva)
Impatiens (para os que querem tudo no seu tempo e na sua hora)
Larch (para falta de confiança)
Mimulus (Para medo de coisas definidas)
Mustard (para depressão, tristeza profunda sem explicação)
Olive (para falta de energia vital)
Oak (para quem, mesmo cansado, continua a trabalhar)
Pine (para culpa)
Red Chestnut ( para preocupação excessiva com alguém amado)
Rock Rose (Para pânico)
Rock Water (para o inflexível, que impõe a si padrões elevados)
Star of Bethlehem (para trauma)
Scleranthus ( para incerteza e desequilíbrio)
Sweet Chestnut (para sofrimento profundo)
Vervain (para animais eufóricos, hiperativos)
Vine (para o dominador e inflexível)
Wild Oat (para decidir o novo caminho a seguir)
Walnut (para situações de mudança)
White Chestnut (para situações repetitivas, ciclicas)
Water Violet (para os fechados nas emoções, solitários)
Willow (para autopiedade, ressentimento)
Wild Rose (para depressão, resignação)
** Rescue- Star of Bethlehem+ Clematis+Rock Rose+ Cherry Plum+Impatiens
Jackline Pinto

Eu e Dra.Carmem Monari, Diretora do Bach Center no Brasil

Eu e Dra.Carmem Monari, Diretora do Bach Center no Brasil

Dani Franco entrevista Dra.Jackline Pinto no Click TV UOL

Dani Franco entrevista Dra.Jackline Pinto no Click TV UOL

Tv Mundi - Dra.Patrícia Bastos entrevista Dra.Jackline Pinto

Tv Mundi - Dra.Patrícia Bastos entrevista Dra.Jackline Pinto
Florais para Animais em 08/11/2011

Cristina Pinho entrevista Dra.Jackline Pinto

Cristina Pinho entrevista Dra.Jackline Pinto
Just TV

Palestra "Florais para Cães"-Livraria Cultura Shopping Bourbon 18/09/09

Palestra "Florais para Cães"-Livraria Cultura Shopping Bourbon 18/09/09

Você ja utilizou os Florais de Bach em vc ou em seu animalzinho?